sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

2013, e meus aprendizados


    
        O ano acabou tão rápido. Parece que foi ontem que os ponteiros se cruzaram enquanto eu pedia a Deus que me desse visão para tomar novas atitudes em 2013.

Esse ano, foi o ano. O ano em que minha fé foi provada, o ano de desertos, erros, e muito mais.. Aos olhos humanos, talvez um não tão proveitoso, mas aos olhos de Deus com certeza, um ano em que eu fui lapidada.

Você nunca pede chorando para que seja lapidada, você pede querendo que Deus venha te moldar como barro, sorrindo, com intuito que a vontade dEle seja feita. Nunca imagina que esse molde venha te arrancar algumas lágrimas. Mas, que assim seja. Nós pedimos, não foi?

Eu aprendi muito esse ano. Meio clichê? Talvez, mas não me lembro de aprender tanto em um ano, como aprendi neste.

Este ano aprendi que você pode começar coisas novas, e isso pode dar certo. Coisas que você nunca experimentou, e isso pode resultar. Aprendi que muitas vezes você precisa se esforçar mais do que sua capacidade permite e que muitas vezes suas ideias são expostas por outros, e você fica no anonimato.. E mesmo em meio de cansaço, e descaso de algumas pessoas, você tem que se esforçar mais ainda. Mas isso apenas te aprimora, e é bom! Aprendi que tenho dons que nunca pensei que um dia teria. Fazer rádio, enquetes, debates, polêmicas.. Aprendi que consigo fazer isso, e muito mais. E é gostoso deixar Deus me usar através disso.

Aprendi também a guardar esse dom, para um hora mais tarde.. Mas nunca enterra-lo.

Eu pude ver também que, se você fizer propósitos sérios, com garra, você é respondida imediatamente. Passe de mágica? Não! É fé! É sinceridade e intimidade com Deus.

Aprendi que você não tem direito ALGUM de fazer ninguém sofrer.

Aprendi também que, eu terei que fechar os olhos muitas vezes, e respirar... Não falar. Me manter calada. O silêncio de fato foi a maior arma.

Observei que você pode fazer grandes amigos, e amigos de verdade. De longe e curta distância. Mas aprendi também que, não devemos envolve-los em problemas pessoais.

Aprendi, que temos que ser a figueira e dar frutos, mesmo no deserto. Mesmo sem água ou condições algumas para isso. As pessoas te julgam e pintam você da forma que querem, por causa dos erros dos outros... Mas ainda assim, o certo é deixar nas mãos de Deus. Não se justificar, e deixar nas mãos de Deus, é MUITO difícil, mas realmente é o melhor a fazer.


Nesse ano, eu pude ver que você não pode dar 100% do seu amor a ninguém. Isso só a Deus. Por quê? Por que suas certezas, podem não ser as certezas de outra pessoa. E que as pessoas focam mais nos seus erros e falhas do que suas qualidades. Vi que as pessoas acham que os nossos erros sãos maiores que os erros delas. O que não é. E isso me levou a me valorizar. E muito. Seu coração, seu amor, é digno de honra. E ninguém tem o direito de mexer com sua auto-estima, ou sequer te menosprezar. Somos todos iguais. Uns com menos, outros com mais. Porém, iguais.

Aprendi que, você tem que ter força suficiente para seguir em frente. Mesmo que seu interior grite por algo, você tem que entregar pra Deus, porque não é seu. E sim você ficará triste, mas Deus conforta. Sempre.

Confiar em Deus, foi uma das coisas que Ele mais me pediu esse ano. Mostrar que Ele me ama, foi uma das coisas que Ele mais me mostrou também.

Engolir alguns sapos, pular problemas, limpar lágrimas, ser um pouco fria, ser um pouco mãe, ser mais amiga, ser mais exigente e me valorizar mais, foram uma das características que Deus me mostrou que era necessário que neste ano me fosse lapidado. Por que com certeza, nos próximos tempos, Ele terá que mexer com algumas dessas características em mim.

E assim segue. Próximo ano, não desejarei que sonhos se realizem... Quero apenas que seja feita a vontade de Deus! Por quê? Por que ninguém além dELE, sabe quais necessidades tenho.. E nenhuma vontade além dEle, me é perfeita e agradável..

Aprendi também que pessoas irão ler esse texto e não vão entender nada... E que outras irão ler, e irão se identificar. Umas vão se encontrar na minha história, outras irão criticar.. Não importa. O que importa é que lá na frente olharei para trás e direi que tudo realmente cooperou para o bem.

2013 já chegou ao fim. Mas 2014, vem carregado de oportunidades para mim. 

“Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão” (Jr 18.6).


Reações:

10 » Deixe aqui o seu comentário «:

  1. Menina, arrebentou, eu sou aquela q se identificou, e realmente essa vida, é uma vida na mãos de Deus! Que Deus te abençoe e te use muito mais! Mil beijos, visitarei mais vezes aqui hahaha :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muuuuuuuuuito feliz que tenha se identificado! *.* volte mais vezes sim! Beijos beijossssss :D

      Excluir
  2. Que texto legal!! Parabéns, muito bem escrito!! ;)

    ResponderExcluir
  3. Olha, identifiquei-me tanto que ao ler parecia que eu tinha escrito! Você conseguiu expressar em palavras o meu ano.
    Eu também havia escrito algo, mas de fato, o seu texto superou, em muito o meu ( http://oimpossivelsempreseraaminhaopcao.blogspot.com.br/2013/12/retrospectiva-2013.html )

    Que Deus te abençoe!!!!
    Beijinhos,
    Luana :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irei ler seu texto com maior prazer! Que bom que se identificou também linda! Que venha 2013!

      Excluir
  4. Muito forte!
    Deus quando nos molda, a primeiro momento a gente não entende, mas depois vemos que tudo oque vivenciamos é para Deus mostrar o Seu amor por nós e nos tornar melhores para agrada-lo!
    Parabéns Gab, gostei muito!
    Que venha 2014 :))

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente, amei!
    É isso aí, em 2014 que seja feita a Vontade de DEUS.
    Arrebentou!

    DEUS abençoe, ainda mais, querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado! A vontade de Deus sempre será a melhor escolha! Vai arrebentar! Bjs querida

      Excluir

Seja livre para comentar sobre os seus Pensamentos Soltos da forma que quiser.